Terça-feira, 2 de Março de 2010

em dois mil e vinte

 

 

O amor é eterno.

 

"Culturalmente o amor dominará como domina hoje. Os grandes livros, as grandes canções e os grandes filmes serão sempre inspirados pelo amor. Os futuros formatos digitais só vingam se conseguirem suportar o amor. Ou a falta dele. As comédias românticas serão muito parecidas com as de agora, ainda que daqui a oito ou nove anos, o Hugh Grant faça de pai do tipo que fará de Hugh Grant. As mulheres vão parecer-nos mais bonitas porque vão poder cuidar-se mais e melhor. As relações serão mais dinâmicas, melhor sustentadas, mais abundantes. Um novo laço de parentesco, o ex, ganhará mais importância. Se são pessoas de quem gostámos, porque haveremos de desterrar das nossas vidas?"

Pedro Boucherie Mendes

publicado por la vie en long-métrage às 22:02

link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Maria a 3 de Março de 2010 às 18:11
concordo, "Um novo laço de parentesco, o ex, ganhará mais importância. Se são pessoas de quem gostámos, porque haveremos de desterrar das nossas vidas?"
*beijinhos*
De la vie en long-métrage a 4 de Março de 2010 às 21:30
E eu concordo plenamente contigo. Esta frase foi se calhar a principal razão para postar isto. Está cheia de verdade :)

Beijinhos

Comentar post

pesquisar

 

Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

recentes

O verão depois de abril

Bestealidade antepassada

Mãos

A história de Maria S.

Não sou, sem dúvida algum...

Fo**-**!

Como eu sabia

Quando quiseres falar

lump sum

why must you always dress...

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

todas as tags

hit counter
dowload hit counter code
blogs SAPO

subscrever feeds